Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quanto Mais Quente Melhor

Doces com coração (e umas coisas salgadas pelo meio). Food porn descarado da cozinha (e das viagens) de uma jornalista doceira.

Madalenas de baunilha e chocolate

Não posso ter nada novo. É essa a primeira grande verdade de 2016. A minha cozinha está a rebentar pelas costuras de formas, gadgets, coisas inimagináveis com propósitos que não lembram a ninguém. Mas faltava-me uma forma para madalenas, daquelas como os franceses fazem, pequeninas e onduladas de um lado.

 

Ora a forma já lá foi parar a casa e claro que teve de ser testada com esta receita de madalenas (dividida ao meio entre baunilha e chocolate).

 

944074_976087392466820_4666470649158485364_n.jpg

Ingredientes (para umas 30, por isso podem dividir a receita ao meio, se quiserem menos):

2 chávenas de farinha

1 chávena de açúcar

2 colheres de sopa de açúcar amarelo

1 c. chá de fermento em pó

225 gr. de manteiga derretida

6 ovos

1 colher de sopa de mel

1 c. chá de extrato de baunilha

2 c. sopa de cacau em pó

 

Comecem por bater os ovos com os açúcares com uma batedeira durante 10 minutos, até que a mistura fique muito pálida, fofa e tenha triplicado de volume.

 

Numa tigela, misturem a farinha com o fermento e o sal. Peneirem esta mistura para cima dos ovos batidos com os açúcares, em duas vezes, envolvendo com cuidado entre cada adição.

 

Depois, juntem a manteiga derretida, em duas ou três vezes, envolvendo entre cada adição para que a massa não perca demasiado ar. Juntem o mel e a baunilha e mexam de novo.

 

Dividam a massa em duas partes e para uma delas peneirem o cacau em pó. Envolvam até estar bem misturado.

 

Coloquem as duas massas no frigorífico e deixem que descansem por mais ou menos duas horas.

 

Passado este tempo, aqueçam o forno a 175º, untem bem a forma de madalenas com manteiga e polvilhem com farinha. Deitem colheradas da massa de baunilha até encherem dois terços de cada orifício (mais ou menos uma colher de sopa cheia). Levem ao forno por 8 a 10 minutos, até estarem douradas.

 

Retirem do forno e, para desenformar, batam com a forma na bancada da cozinha. Se tudo correr bem, as madalenas vão soltar-se sem problemas. Deixem que arrefeçam sobre uma grelha.

 

Lavem a forma, voltem a untá-la e a polvilhá-la e a repetir o processo de cozedura com a restante massa de baunilha e depois com a de chocolate.

 

Podem comer as madalenas ainda mornas ou guardá-las num recipiente fechado para comer mais tarde na companhia de um chá.

 

Nota: Se não tiverem forma para madalenas, claro que podem usar uma forma de queques. O sabor será o mesmo mas o aspecto e a textura serão diferentes (na forma como a que comprei as madalenas costumam ficar com as pontas ligeiramente crocantes).