Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quanto Mais Quente Melhor

Doces com coração (e umas coisas salgadas pelo meio). Food porn descarado da cozinha (e das viagens) de uma jornalista doceira.

Ninhos de merengue com morangos a transbordar

Esta sobremesa é tão bonitinha, tão bonitinha, que os vossos amigos vão duvidar de vocês quando lhes disserem que é da vossa autoria. Asseguro-vos que qualquer par de mãos minimamente desenrascado consegue dar conta destes ninhos de merengue com morangos (a transbordar, porque só podem mesmo lá estar assim).

fotografia.JPG

 

Se não tiverem um saco de pasteleiro em casa, podem fazer mini-pavlovas em freestyle com uma espátula mas com um bico recortado e um saco de pasteleiro o resultado é incrivelmente profissional, como se tivessem voado até uma pâtisserie francesa num instante e tivessem voltado a tempo do lanche com umas iguarias compradas por lá.

 

Vamos ao que interessa. Mãos à massa (neste caso, às claras).

 

Ingredientes:

(Para os ninhos)

5 claras de ovo

300 gr de açúcar

2 c. chá de farinha maizena

1 pitada de sal

 

(Para o recheio)

2 iogurtes gregos

Morangos q.b.

3 c. sopa de compota de morango

 

Vamos ser honestos: a única coisa que dá algum trabalho nesta receita é fazer os ninhos. O resto é brincadeira de meninos. Comecemos aí.

Aqueçam o forno a 140º e forrem um tabuleiro grande com papel vegetal. No papel vegetal desenhem com um lápis ou com uma faca afiada seis círculos e deixem algum espaço entre eles. Podem usar uma caneca larga virada ao contrário como molde. Virem o papel vegetal ao contrário, caso tenham usado o lápis.

 

Numa tigela, coloquem as claras à temperatura ambiente e a pitada de sal e batam com uma batedeira até estarem em castelo. Nesta altura, reduzam a velocidade da batedeira e vão adicionando o açúcar aos poucos enquanto continuam a bater. Quando a mistura estiver espessa, bem brilhante e o açúcar tiver sido completamente dissolvido (tirem um bocadinho e esfreguem entre o polegar e o indicador para testar), está pronta para a ação. Envolvam agora com cuidado a farinha maizena neste preparado. Ajuda a estabilizar as claras.

 

Coloquem a mistura no saco de pasteleiro com um bico largo (usei um 2M) e, delicadamente, façam a base do ninho, começando no centro e indo até à parte exterior. Como aqui:

 

 
A seguir, façam mais dois círculos em cima da parte mais exterior da base, um em cima do outro. Assim, ficarão com as paredes do vosso ninho. Se usarem a espátula, ajeitem simplesmente o merengue em cada círculo e tentem deixar uma cova no meio de cada um.
 
Repitam o processo para os seis ninhos e levem ao forno. Assim que o tabuleiro entrar no forno, baixem a temperatura para os 120º/125º, dependendo da agressividade do vosso aparelho. Deixem cozer durante cerca de 40 minutos. Retirem e deixem arrefecer completamente.
 
Coloquem agora a compota num tacho com um pouco de água e levem ao lume até ferver. Deixem que esta mistura esfrie completamente e adicionem-na aos morangos, já cortados em quartos. Envolvam com cuidado. Dois morangos bem gordos por ninho chegam para ficar a transbordar. Se forem pequeninos, contem com três por ninho.
 
Agora, só resta montar a sobremesa. Coloquem três colheradas de iogurte grego em cada um dos ninhos já frios e, em cima, coloquem a mistura de morangos dividida democraticamente por cada ninho de merengue. Provavelmente algum morango vai cair, provavelmente uma parte da compota vai escorrer pelo merengue. E isso ainda torna o doce mais apetitoso.
 
Agora provem e chorem de alegria.
 
 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.