Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quanto Mais Quente Melhor

Doces com coração (e umas coisas salgadas pelo meio). Food porn descarado da cozinha (e das viagens) de uma jornalista doceira.

Panquecas de limão com framboesas e xarope de ácer

Não há pequeno-almoço mais americano do que uma pilha de panquecas douradas com xarope de ácer a escorrer por ali abaixo. Ok, o bacon e os "hash browns" são coisa tradicional nas terras do Tio Sam mas a panqueca é quase um símbolo nacional.

 

10325557_770552009687027_5013813815679844314_n.jpg

 

Este fim de semana, acordei com vontade de fazer um pequeno-almoço um bocadinho mais demorado...e demorei-me nas panquecas. Não que percam muito tempo a fazê-las mas claro que tomam um pouco mais da vossa manhã de fim de semana do que umas simples torradas. Mas valem bem a pena o esforço.

 

As receitas de panquecas podem ter pequenas variações na base mas não diferem assim tanto entre si. Claro que há sempre forma de as elevar a outro patamar com alguns acrescentos simples.

 

Ingredientes (para 16 panquecas chorudas):

300 ml de leite

225 gr de farinha

2 ovos grandes (batidos)

30 gr de manteiga derretida

1 c. chá de açúcar

1 pitada de sal

1 c. sopa de fermento em pó

Raspa de um limão

Framboesas para acompanhar (ou outra fruta à vossa escolha)

Xarope de Ácer para cobrir (já se encontra facilmente em vários supermercados e hipermercados)

 

Coloquem os ingredientes secos dentro de uma tigela (farinha, açúcar, sal, fermento) e misturem-nos. Juntem a raspa de limão e mexam novamente.

 

Abram depois uma cova no centro da mistura seca e deitem lá para dentro os ovos batidos, o leite e a manteiga derretida. Envolvam até obterem uma massa sem homogénea mas não mexam demasiado, só mesmo até estar tudo ligado.

 

Transfiram a massa para um jarro ou um copo de medida, sem dúvida o instrumento mais útil neste processo todo. É muito mais fácil despejar as doses de massa para a frigideira do que a transportar até lá com uma concha.

 

Aqueçam uma frigideira antiaderente e derretam uma noz de manteiga. Quando estiver quente, deitem a primeira porção de massa. Gosto das minhas panquecas do tamanho de uma palma da mão bem esticada e gordinhas, não espalmadas, que estas amigas não são crepes.

 

A panqueca está pronta para virar quando começarem a ver bolhinhas a formar-se. Virem com uma espátula e deixem que cozinhe o outro lado por mais 30 segundos a um minuto. Repitam o processo até acabarem com a massa, untando a frigideira com mais manteiga se começar a pegar.

 

Sirvam com framboesas no topo e um fio generoso de xarope de ácer. E não digam que não é um pequeno-almoço de reis.