Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quanto Mais Quente Melhor

Doces com coração (e umas coisas salgadas pelo meio). Food porn descarado da cozinha (e das viagens) de uma jornalista doceira.

Aventuras gastronómicas em NYC

Não quero voltar a esfregar isto na cara das pessoas porque é um golpe baixo mas acabei de voltar de férias e andei por Nova Iorque. Pronto, agora só vos vou esfregar na cara mais umas coisas boas que comi por lá, uma espécie de Top 3 (pelo menos da minha viagem) de coisas gulosas a não perder na Big Apple.

 

Lembram-se da minha batalha contra o Cronut? Pois é, acidentalmente e sem qualquer esforço acabei a comer um na Dominique Ansel Bakery, no Soho. "You were lucky, they're usually sold out by this time", lá nos disseram umas senhoras quando entrámos na pastelaria pelas 8h45, apenas esperando comer outra coisa qualquer e contemplar cronuts comidos por outros, e encontrámos - afinal - uma fila relativamente modesta e cronuts com fartura por vender.

 

E não é que vale a pena? Imaginem uma fartura que fez o amor com um croissant e deixou um donut juntar-se à festa. Pelo meio, um recheio que neste caso era de pera e salva (mudam todos os meses) e em cima uma cobertura de açúcar e limão. De morrer. Claro que ainda tenho dúvidas de que justifique as filas à porta às 7h da manhã. Mas lá que é bom, é.

 

 
Highlight número dois: jantar no 54 Below. É um daqueles restaurantes de produtor da Broadway, na cave do Studio 54. Parámos por lá para encher a barriga antes de ver a versão de palco de "Cabaret" (Michelle Williams como Sally Bowles, Allan Cumming como mestre de cerimónias, encenação do Sam Mendes, coreografia do Rob Marshall...ufa) em cena cá em cima no teatro.
 
 
O ar é de antigo speakeasy, formal na comida mas muito informal no serviço, no acolhimento e no dress code. Tem atuações todas as noites mas nós perdemo-las porque tínhamos de correr para o musical.
 
Provei estas coisas boas aqui em baixo e valeram o número final na conta. Podem ir à confiança.
 
 
Para arrumar o top, paragem obrigatória: um dos Alice's Tea Cup. Há três em toda a cidade, são uma casa de chá com brunch maravilhoso e chás de cair para o lado. Para além disso, cereja das cerejas no topo do bolo, uma decoração que, como o nome do estabelecimento indica, transforma o estaminé numa página de Alice no País das Maravilhas.

 

 

Escolhemos o chá para dois a fingir que era brunch. Vem servido à inglesa, num torre toda lindona e inclui um bule de chá, ovos escalfados, muesli com iogurte e dois scones...

 

...vamos demorar-nos aqui um pouco...O Alice's Tea Cup é quase lendário pelos seus scones. Todos os dias, há sabores diferentes, salgados e doces. Só provámos o de Mixed Berries e o de Chocolate and Salted Caramel mas pela prova podemos assegurar que devem ser todos de comer e chorar por mais. Vejam e babem-se. Prometo que parei por aqui.