Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quanto Mais Quente Melhor

Doces com coração (e umas coisas salgadas pelo meio). Food porn descarado da cozinha (e das viagens) de uma jornalista doceira.

Um bolo espertalhão

Nunca tinha ouvido falar deste bolo, confesso que nunca a receita me tinha passado pelos olhos, mas parece que ela é amplamente partilhada desde há muito e deixa todos os que a experimentam impressionados. Isto é ciência, meus amigos. E o que importa mais: parece feito pelo mais mestre dos mestres pasteleiros, mas qualquer comum mortal o consegue fazer. Sem suar, é garantido.

 

A magia deste bolo inteligente está nisto: uma massa apenas (e fácil de fazer, ainda por cima) dá-nos um bolo com três camadas distintas. Em baixo, uma que se parece com pudim, no meio um creme e no topo um pão-de-ló fofinho.

 

 

Ingredientes:

4 ovos

500 ml de leite morno

125 gr de manteiga derretida

140 gr de açúcar em pó

raspa de meio limão

112 gr de farinha

1 vagem de baunilha

 

Comecem por aquecer o forno a 175º e por untar e forrar com papel vegetal uma forma quadrada de 20 cm.

 

Depois, separem as gemas das claras. Às gemas, juntem o açúcar em pó e as sementes da vagem de baunilha que rasparam como se não houvesse amanhã. Batam com uma batedeira durante mais ou menos cinco minutos até a mistura estar pálida, espessa e cair em fita. Adicionem a raspa de limão e a manteiga derretida e envolvam bem.

 

De seguida, vão adicionando o leite aos poucos, um terço de cada vez. A massa vai ficar bastante líquida mas é normal. Juntem agora a farinha e misturem até não restar sombra de grumo (um batedor de varas faz isto rapidamente). Batam nesta altura as claras em castelo bem firme e envolvam no preparado anterior com cuidado. Vai demorar um pouco a ficar tudo envolvido mas tenham paciência para não destruirem por completo as bolhas de ar nas claras.

 

Basta agora deitar a massa na forma e colocar dentro do forno. Deixem cozer a 175º durante dez minutos e, terminado esse tempo, baixem a temperatura para os 150º. Depois, é esperar mais uns 30 minutos (ou até o palito sair limpo).

 

Deixem arrefecer por completo e levem ao frigorífico durante uma a duas horas. Sim, têm de esperar este bocadinho mas vale a pena. No final, desenformem, cortem aos quadrados e comam vorazmente.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.